• Biografia
    Cantidad de artículos:
    8
  • Sua obra

    Na sua casa, com Jean-Jacques Rousseau, Salvador, 1992 - Foto Jean-Loup PivinNa sua casa, com Jean-Jacques Rousseau, Salvador, 1992 - Foto Jean-Loup Pivin

    A obra escrita de Pierre Verger é diversa e multidisciplinar. Suas pesquisas se tornaram obras de referência para várias áreas do conhecimento científico, sendo muito pesquisadas, procuradas e analisadas por universitários e pesquisadores de diversas disciplinas e nacionalidades até hoje.

    Sua obra fotográfica, baseada nas mais de 64.000 fotografias cadastradas em seu acervo, foi construída a partir das viagens que ele fez aos cincos continentes entre o ano de1932 e o final dos anos 1970. Nos primeiros anos, suas fotos foram publicadas apenas em livros de viagens, jornais e revistas franceses e, a partir do final dos anos 30, suas fotos foram utilizadas também em publicações de países de língua inglesa, espanhola e alemã. Nessas primeiras publicações, ele contribuiu apenas como fotógrafo, não interferindo na concepção e produção dos textos.

    Verger começa a escrever artigos junto com as fotos apenas após sua chegada à Bahia, devido ao seu interesse pela cultura afro-baiana e a origem desta nos países africanos do Golfo do Benim. Devido a isto, pode-se considerar que ele iniciou as suas pesquisas (apesar de não gostar dessa palavra) em 1948, quando retornou para o Benim. Estas pesquisas foram publicadas em diversos livros e revistas científicas até a sua morte.

    Além destes trabalhos como fotógrafo e pesquisador, Verger participou, nos anos 70 e 80, de alguns documentários de temáticas afro-brasileiras como “roteirista”, entrevistado ou conselheiro científico.

    Nos anos 80, quando parou definitivamente de viajar para a África, Verger, que visivelmente tinha noção da importância de seu trabalho, começou a organizar e guardar toda essa obra, que em grande parte se encontrava na França, criando assim, a Fundação Pierre Verger, destinada principalmente a cuidar e divulgar sua obra. Além disto, através da editora Corrupio, publicou grande quantidade de livros, fotografias e outros textos.

    Cantidad de artículos:
    3
  • Textos e entrevistas online
    Cantidad de artículos:
    0